ILH PR2 - Entre a Ria e a Floresta - Trilho Natureza walking

Ílhavo 15 kms 05:00:00

Descrição

Ílhavo, detentor de um vasto
património natural e cultural,
compreende no seu território uma
extraordinária variedade de
habitats e de paisagens. O
percurso “Entre a Ria e a Floresta”
proporciona uma experiência
única para aproveitar esta riqueza
e visitar lugares em que a
natureza, a história e a actividade
humana se encontram para dar
vida a paisagens únicas e
sugestivas.
O primeiro habitat em que o
percurso nos introduz é o da Ria:
trata-se de um habitat natural rico
e fascinante, um extenso sistema
lagunar complexo constituído por
uma rede de canais de maré
permanentemente ligados. A Ria,
local de alimentação para
numerosas espécies de Aves
Limícolas, local de paragem e
nidificação para muitas espécies
migradoras, reveste-se de uma
grande importância em termos
ecológicos. A flora também tem
as suas particularidades, sendo
as plantas que aqui se encontram
bem adaptadas às condições
específicas da Ria, caracterizada
por um regime de salinidade muito
variável. A paisagem nesta
primeira parte do trilho está em
constante mudança, graças à
incessante dança das marés,
influenciando não só os ritmos de
vida dos animais mas também
dos homens que habitam este
território.
Deixando a Ria, o percurso avança
para a Mata Nacional: a transição
repentina entre o habitat lagunar
e o da floresta é deslumbrante.
Trata-se de um pinhal muito antigo
sobre as areias das dunas
terciárias, onde o pinheiro-bravo
(Pinus pinaster) forma um bosque
climático bem estruturado.
Parecidos com um elegante
Gafanha
da Boavista
PR2 ILH
Percurso
1000mescala aproximada
N
tapete que naturalmente cobre
grande parte da Mata, os líquenes
(Cladina Mediterrânica), elemento
que marca presença constante
no pinhal, são indicadores de
ausência de poluição.
O percurso também proporciona
um contacto directo com a história
e a cultura deste território: a antiga
Colónia Agrícola da Gafanha
representa um espaço de valor
histórico não só para o Concelho
de Ílhavo, mas também para o
País inteiro. Nascida no princípio
da segunda metade do século
XX, a criação da Colónia Agrícola
baseia-se na ideologia politica de
colonização interna do Estado
Novo. A colónia era
originariamente formada por 75
áreas de trabalho designadas por
Casais. Cada Casal tinha uma
área agrícola de cerca de 3
hectares. A instalação dos
primeiros Colonos começou em
1952. As habitações originais
possuem uma interessante
arquitectura, embora hoje, após
numerosos arranjos ou
ampliações, poucas delas
continuam com o seu desenho
originário. No meio da Colónia
Agrícola da Gafanha, destaca-se
ainda a presença do Santuário
Mariano de Schoenstatt, perfeita
reprodução do Santuário original
em Schoenstatt/Vallendar, na
Alemanha.
O percurso “Entre a Ria e a
Floresta”, para além de
proporcionar um agradável e
salutar passeio em contacto com
a natureza, imerso numa
fascinante e sempre mutável
paisagem, representa um
momento único de descoberta,
desvelando segredos de uma
terra ainda selvagem e repleta de
história.